Trabalhando em prol dos
Aposentados e Pensionistas
do Banco do Brasil
no Estado do Paraná.

Rua Voluntários da Pátria, 475

Edifício ASA - 5º Andar - cj 501

 Centro - Curitiba - PR - 80020-926

Voluntariado: iniciativas que fazem a diferença


Pequenas atitudes podem e fazem a diferença quando tratamos de voluntariado.

A AFABB/PR através do Grupo Voluntários da Voluntários mantém firme e constante a ideia de ajuda à aqueles que tenham a necessidade de serem ajudados.

Reproduzimos abaixo, na íntegra, texto publicado no Jornal bimestral Ação nº 220, da ANABB em 2013 que faz referência ao voluntariado em entrevista ao Presidente da AFABB/PR por aquele jornal.

“INICIATIVAS QUE FAZEM A DIFERENÇA

Conheça as ações da Afabb/PR que têm auxiliado muita gente no estado e motive-se para ajudar o próximo.

Por Tatiane Lopes

A associação dos Funcionários Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil no Estado do Paraná (Afabb/PR) decidiu sua atuação e, desde o inicio do ano, criou o projeto social Voluntários da Voluntários.

O objetivo da Associação foi criar um grupo de trabalho para realizar atividades voluntarias com ações que envolvessem o publico da entidade. A resposta dos aposentados e dos pensionistas foi imediata e mais de 80 pessoas já se cadastraram para participar do projeto.

“Cultivamos a ideia de criar um braço social na Afabb/PR durante muito tempo. Havia uma limitação de espaço em nossa sede, mas agora estamos conseguindo colocar a mão na massa. A intenção é trazer os aposentados para ajudar os mais desfavorecidos”, afirma o presidente da Afabb/PR, Nereu João Lagos. Segundo ele, a ideia de criar uma filosofia de trabalho voluntário que gere realização pessoal e produza bem-estar e prazer de servir a quem precisa.

A denominação Voluntários da Voluntários partiu da ideia de associar o endereço da sede da Afabb/PR, que se situa na rua chamada Voluntários da Pátria.

O projeto é estruturado em oito blocos de atividades. A ação que mais vem se destacando é o auxilio a pessoas carentes que estão internadas em hospitais de Curitiba.

“Atuamos em visitas a pessoas doentes que vêm do interior para a capital. A Cassi nos fornece alguns dados, nós ligamos para o paciente e verificamos se ele precisa de ajuda, se está passando por dificuldades, se precisa de acompanhante. Também auxiliamos os familiares dos pacientes, levando apoio e colaborando nos deslocamentos”, explica o presidente.

Além disso, os voluntários do projeto desenvolvem ações com famílias carentes, oferecendo aulas de artesanato para confecção de peças de tricô, crochê, sapatos, toalhas de mão, panos de prato e chinelos que podem aumentar a renda mensal dessas famílias.

Os próprios também produzem peças que são doadas para comunidades carentes.

“Temos desenvolvido atividades de bordado e entregamos mais de 400 toucas para crianças do Hospital das Clinicas nesse período de frio. É o funcionalismo do Banco sendo solidário e, quanto mais gente vier, melhor”, ressalta.

As ações incluem aulas com noções básicas de higiene e saúde e de economia domestica para famílias de baixa renda, orientando-os a aproveitar melhor os alimentos disponíveis e evitando eventuais desperdícios. O grupo também realiza campanhas de arrecadações de materiais de limpeza para serem doados a entidades ou famílias desprovidas. O projeto está sendo ampliado para a cidade de Guarapuava, com apoio para comprar, junto com a prefeitura, de equipamentos para os guardas-mirins, projeto desenvolvido por colegas do BB.

SOBRE A AFABB/PR

Com mais de 1.900 filiados, a Afabb do Paraná existe desde 1993. O local é conhecido na região pela boa acolhida e pela oferta de inúmeras atividades.

“As amizades e os encontros têm a propriedade de refrigerar a alma e lubrificar os neurônios com a recordação de fatos vivenciados quando trabalhávamos no BB”, conta Nereu.

A associação possui atividades como cursos de inglês, espanhol, ikebana, ioga, neurolinguística entre outros.

A sede, possui 350m², abriga exposição de pinturas e apresentação de artistas locais.

Há também um coral formado por aposentados e pensionistas que se apresenta em entidades carentes.

Por meio de uma parceria com a Cassi, a Afabb/PR oferece palestras com médicos que esclarecem duvidas dobre assuntos de interesse da associação.

As confraternizações também acontecem pelo menos uma vez por mês.

CONFIRA DEZ DICAS SOBRE SER VOLUNTÁRIO

  1. Todos podem ser voluntários: todos podem contribuir a partir da ideia de que o que cada um faz bem pode fazer bem a alguém. O que conta é a motivação solidária, o desejo de ajudar, o prazer de se sentir útil.

  2. Trabalho voluntario é uma via de mão dupla: voluntariado é experiência espontânea, alegre, prazerosa, gratificante. O voluntario doa energia, tempo e talento, mas ganha muitas coisas em troca: contato humano, convivência com pessoas diferentes, oportunidade de viver outras situações, aprender coisas novas satisfação de se sentir útil.

  3. Voluntariado é uma relação humana, rica e solidária: trabalho não é atividade fria, racional e impessoal. É contato humano, oportunidade para se fazer novos amigos, intercambio e aprendizado.

  4. No voluntariado, todos ganham: a ação voluntaria visa ajudar pessoas em dificuldade, resolver problemas sociais, melhorar a qualidade de vida da comunidade. Seu sentido é eminente positivo: ao mobilizar energias , recursos e competências em prol de ações de interesse coletivo, o voluntariado reforça a solidariedade social e contribui para a construção de uma sociedade mais justa e humana.

  5. Voluntariado é uma ação duradoura e com qualidade: a função do voluntariado não é tapar buracos nem compensar carências. Uma sociedade participante e responsável, capaz de agir por si mesma, não espera tudo do Estado, mas tampouco abre Mao de cobrar do governo aquilo que só ele pode fazer.

  6. A ação voluntaria é tão variada quanto as necessidades da comunidade: o reconhecimento da urgência de ações nessas áreas não é contraditório com a valorização de novas possibilidades de voluntariado nas áreas de educação, atividades esportivas e culturais, proteção do meio ambiente etc. cada necessidade social é uma oportunidade de ação voluntaria.

  7. Voluntariado é ação: o voluntario é uma pessoa criativa decidida, solidária. No trabalho voluntario, não há cartórios nem monopólios. Não há hierarquia de prioridades. Não é preciso pedir licença a alguém antes de começar a agir. Quem quer vai e faz.

  8. Cada um é voluntario a seu modo: alguns são capazes individualmente de identificar um problema, arregaçar as mangas e agir. Outros preferem atuar em grupos (de vizinhos, amigos, estudantes ou aposentados, colegas de trabalho) que se mobilizam para ajudar pessoas e comunidades.

  9. Voluntariado é escolha: cada um contribui, na medida de suas possibilidades, com aquilo que sabe e quer fazer. Uns tem mais tempo livre, outros só dispõem de algumas poucas horas por semana. Alguns sabem exatamente onde ou com quem querem trabalhar. Outros estão prontas a ajudar no que for preciso, onde a necessidade é mais urgente. Cada compromisso assumido, no entanto, é para ser cumprido.

  10. Voluntariado é um fenômeno mundial; a escolha das Nações Unidas de 2001 como Ano Internacional do Voluntariado representa o reconhecimento internacional do voluntariado como fenômeno contemporâneo e global. Esta celebração é uma oportunidade a ser aproveitada para consolidar o voluntariado no Brasil como componente essencial de uma sociedade cada vez mais democrática e participativa”.

*Fonte: Miguel Darcy de Oliveira, membro do Comitê Executivo do Conselho da Comunidade Solidária e coordenador do Programa Voluntários, do Conselho da Comunidade Solidária.

Atuação da AFABB/PALAVRA DO PRESIDENTE

“Atuamos em visitas a pessoas doentes que vêm do interior para a capital. A Cassi nos fornece alguns dados, nós ligamos para o paciente e verificamos se ele precisa de ajuda, se está passando por dificuldades, se precisa de acompanhante”, afirma o presidente da Afabb/PR, Nereu João Lagos.

AFABB/PR

Curitiba (PR), setembro 2016

#Voluntários #VoluntáriosdaVoluntários #afabbpr #dicas #cursos #ingles #espanhol #ikebana #ioga #neurolinguística #cassi #hospitaldeclínicas #artesanato #tricô #crochê #panosdeprato #chinelos #toalhasdemão #sapatos

(41) 3223.4907